terça-feira, 21 de dezembro de 2010

íntima e intransferível

assistir a um filme no cinema é uma experiência íntima. é quando vivenciamos uma porção de coisas com centenas de outras pessoas. mas quando acaba, a vontade é de estar em silêncio e de deixar que todos saiam antes de mim. pra me esvaziar aos poucos até ficar completamente sozinha. só então levanto e saio caminhando, pensando na vida...

2 comentários:

Alice Salles P. Affonso disse...

viver um filme é viver uma vida, por duas horas mais ou menos... o tempo não importa, as experiências sim...

Ana Flores disse...

Deve ser por isso que tenho pânico de encontrar pessoas na saída do cinema.